Cirurgia para Câncer do Intestino

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Print this page
Print

Diferentes técnicas cirúrgicas podem ser empregadas no tratamento do câncer de cólon, sendo este procedimento a principal indicação para combater a doença.

Polipectomia e Excisão Local: alguns tipos de tumores iniciais podem ser removidos durante a colonoscopia, onde é feita a polipectomia com a ajuda de um loop de fio que corta o pólipo através de uma corrente elétrica. Na excisão local, o procedimento é um pouco mais extenso e pode remover tumores superficiais e uma pequena quantidade de tecido próximo da parede do cólon.

Colectomia: esta cirurgia remove parte ou mesmo todo cólon e os gânglios linfáticos. Quando parte do Cólon é removido, denomina-se hemicolectomia, colectomia parcial ou ressecção segmentar. No caso de retirada do cólon em sua totalidade, recebe o nome de colectomia total. O emprego das técnicas depende do comprometimento da área afetada pelo câncer ou pela quantidade de pólipos (centenas), ou, ainda, se for este o tratamento indicado para a doença inflamatória do intestino.

Colectomia Laparoscópica Assistida: nesta técnica, guiada por um laparoscópio, são feitas pequenas incisões por onde é feita a retirada da área afetada e dos linfonodos. A recuperação do paciente tende a ser mais rápida devido à pequena extensão dos cortes.

Dependendo do tamanho do tumor e da área afetada, pode ser necessária a colocação de um stent para manter a região desobstruída. Quando não for possível a inserção do stent ou se o tumor causou lesões no cólon, a cirurgia pode ser necessária imediatamente. Neste caso, o procedimento é normalmente o mesmo realizado para a remoção do tumor, porém, em vez de serem refeitos os segmentos do cólon, a extremidade superior do cólon é ligada a uma abertura externa (estoma) no abdome para permitir a eliminação das fezes. Esse procedimento é chamado de COLOSTOMIA. Quando o delgado é ligado ao estoma, dá-se o nome de ILEOSTOMIA.

Importante: alguns pacientes podem necessitar uma colostomia ou ileostomia temporária ou permanente após a cirurgia, o que pode levar algum tempo para se acostumar e necessita de alguns adaptações no estilo de vida.

 


LEIA TAMBÉM:

Saiba mais sobre o Câncer Colorretal

Com informações da American Cancer Society