Prurido Anal

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Print this page
Print

O prurido é a denominação da coceira na região anal, diagnóstico de queixa comum que atinge homens e mulheres sendo mais frequente na ala masculina. A característica inervação abundante da região intensifica a sensibilidade dos fatores que levam a coceira o que resulta em diversos desconfortos como ferimentos e até afetar a qualidade de vida do paciente.

Geralmente ele tende a ser mais evidente durante a noite e pode ser causado por doenças específicas como hemorroida, fissura anal, constipação, diarreia e diabetes, que resultam em alterações cutâneas. Dermatites alérgicas, micose, seborreia, oxiurose, psoríase, líquen além de demartite actínica, artófrica ou hipertrófica estão entre as principais. Entretanto, a causa mais comum do prurido anal são os resíduos de fezes na margem anal e no canal anal. Esta situação é mais comum em pessoas com alterações funcionais no esfíncter anal, como hipertonia, hipotonia, dissinergia e contrações paradoxais.

Sangramento, alteração do hábito intestinal e da forma das fezes, emagrecimento, dor anal ou retal e a presença de muco ou pus são os principais sintomas do diagnóstico. O tratamento é feito com melhora na higiene.

Se não houver alterações mais graves, o paciente pode adotar algumas medidas para aliviar o desconforto antes de ir ao médico, como: evitar usar papel higiênico ou lenços umedecidos e limpar a região com água, secar com toalha macia, evitar roupas íntima de tecido sintético. Caso não melhore, o paciente deve procurar um médico coloproctologista.


Com informações da SBPC