Doença Sexualmente Transmissível (DST) Anal

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Print this page
Print

Apesar de ser de desconhecimento de muitas pessoas, o sexo anal está entre os principais causadores das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs). A contaminação de algumas destas enfermidades, inclusive, têm maior probabilidade pelo sexo anal do que pelo vaginal. O que acontece é que a penetração pode causar pequenas fissuras no ânus e ao redor, que propiciam um maior contato do líquido seminal, facilitando o surgimento de uma DST. Entretanto, não é necessária a penetração para contrair, apenas o contato íntimo na região também é um condutor.

Principais doenças sexualmente transmissíveis via anal:

    • HIV/Aids – Doença sem cura, que afeta o sistema imunológico e pode levar à morte.
    • Gonorreia – Nos homens causa dor e ardência ao urinar, pus no pênis e dor nos testículos. Nas mulheres provoca dor pélvica, sangramento, ardência e dor ao urinar, além de sangramento, coceira e pus na região anal.
    • Hepatite B – Causada por um vírus que ataca os hepatócitos, leva à inflamação do fígado.
    • Herpes genital – Pode causar dores e irritação na região dos genitais, manchas avermelhadas, bolhas, úlceras e inflamação no reto.
    • Clamídia – Esta doença pode levar à esterilidade. Entre os sintomas estão corrimento peniano e vaginal, ardência ao urinar, dor nos testículos e dor ou secreção retal
    • Cistite – Mais frequente nas mulheres, provoca infecção urinária. Ocorre quando a penetração passa da anal para vaginal sem trocar a camisinha.
    • Condiloma – Causa verrugas úmidas e avermelhadas que tendem a crescer de tamanho, formando a popular crista de galo. No homem, aparecem geralmente na cabeça do pênis e ânus, e na mulher surgem na vagina, vulva, ânus e colo do útero.

LEIA TAMBÉM:

Tratamento para Condiloma

Com informações da SBPC