Doença Diverticular

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Print this page
Print

Divertículos são pequenas bolsas que surgem na parede do intestino grosso podendo atingi-lo como um todo, principalmente o lado esquerdo. O divertículo é formado por uma camada interna chamada mucosa e outra externa chamada serosa, ambas muito finas e próximas aos vasos que nutrem o intestino. Geralmente está presente em pessoas com mais de 60 anos, sendo na maioria das vezes assintomática (em 70% dos casos). Uma pequena parcela apresenta algum sintoma, principalmente dor abdominal, febre e mudança no hábito intestinal, passando a apresentar a “doença diverticular”.

Não há uma relação direta entre os divertículos e o câncer de intestino, apenas alguns sintomas são parecidos. O seu surgimento está relacionado à diminuição da ingestão de fibras na dieta, além de outros fatores de risco como ter mais de 40 anos, obesidade e sedentarismo. A principal causa da diverticulite é a obstrução do divertículo por pequenos pedaços de fezes, os quais favorecem a proliferação de bactérias dentro dele. Alguns casos podem apresentar complicações como o estreitamento do intestino ou fístula (comunicação interna do intestino grosso com os órgãos vizinhos como bexiga, vagina, útero, intestino delgado, pele, entre outros).

Além da diverticulite, alguns pacientes podem apresentar hemorragia, que é menos frequente, mas pode ser grave dependendo do volume de sangue perdido. Nesses casos, os pacientes apresentam saída de grande volume de sangue vivo pelo ânus, muitas vezes acompanhado de taquicardia, queda da pressão arterial, suor frio e desmaio.

Tratamento Doença Diverticular

Geralmente a terapia é amparada na aplicação de novos hábitos alimentares, com um plano rico em fibras como legumes, verduras, frutas e grãos.


LEIA TAMBÉM:

Tratamento para Doença Diverticular

Com informações da SBPC